Conheça a nova campanha de Essencial

Natura valoriza a vontade do homem de se reinventar ao longo da vida

A Natura estreou esta semana uma nova campanha de Essencial, um dos principais perfumes masculinos da marca brasileira e um dos destaques da estratégia para o Dia dos Pais. As peças de comunicação buscam uma reflexão sobre o valor das experiências ao longo da vida, sobre aquilo que realmente importa, o que é essencial. Com criação da DPZ&T, a ação conta com filme para TV aberta e fechada, spots e mídia exterior.

Segundo Denise Figueiredo, diretora de marca da Natura, diferentemente das campanhas anteriores, mais contemplativas, dessa vez a comunicação de Essencial traz um lado mais ativo, valorizando a energia colocada nas decisões e a vontade constante de se reinventar. "Esse posicionamento partiu de uma longa pesquisa conduzida pela Natura, em que nos aprofundamos no universo masculino, trazendo à tona os principais temas e tensões para os homens na faixa de 40 a 50 anos. Esse é um homem com a necessidade de se reinventar o tempo todo e não se acomodar nunca”, explica.

Com direção de cena de Rog Souza e produção da Primo, o filme traz importantes cenas da vida de um homem, em flashback, mostrando tudo aquilo de significativo que ele já fez. A segunda parte do filme mostra que, independentemente do que ele já viveu, ainda há muito mais por vir, dando igual significado e propósito para o passado e o futuro. Ao fim, uma pergunta leva à reflexão: “Qual é o seu próximo passo?".

Segundo Marcello Barcelos, diretor de Criação da DPZ&T, a ação é sobre o homem que olha para frente e desenha seu próximo capítulo. “A campanha é uma reafirmação das boas escolhas, das experiências abraçadas ao longo da vida, daquilo que realmente tem significado. É sobre a importância de se olhar para frente, desenhar novos horizontes, ter coragem de buscar o que é essencial”, comenta.

Assinam a criação da campanha Marcos Teixeira, Marcello Barcelos, Marcelo Fubah, Tiago Zanatta. A direção de Criação fica a cargo de Rafael Urenha e Marcello Barcelos.

Redação Natura
02/08/2016