Natura é eleita a 3ª empresa mais inovadora do Brasil e a 1ª em bens de consumo

Empresa conquistou liderança do setor na segunda edição do ranking Valor Inovação Brasil 2016

A Natura é apontada como a empresa de bens de consumo mais inovadora do Brasil na segunda edição do anuário Valor Inovação Brasil, realizado pela consultoria Strategy&, da PwC, para o jornal Valor Econômico. Em 2016, a marca passou da segunda para a primeira posição no setor e manteve o posto de terceira empresa mais inovadora do país no ranking geral da publicação. 

Para o levantamento, a consultoria Strategy& (anterior Booz & Company) avaliou companhias que atuam no Brasil e tenham faturamento superior a R$ 500 milhões e ao menos 5% de capital privado, divididas em 17 setores de atividade econômica.  Foram analisados três pilares da cadeia de inovação: intenção, esforços e resultados, com base em indicadores qualitativos e quantitativos.

“Esse reconhecimento só reforça nosso compromisso com a inovação, que é transversal às áreas da Natura, no desenvolvimento de projetos de curto, médio e longo prazo. A nossa visão sobre a inovação vai muito além do produto, que é a parte mais visível para o consumidor”, diz Gerson Pinto, vice-presidente de inovação da Natura. A cada ano, cerca de 30% do portfólio da Natura é renovado – só em 2015 foram lançados 220 produtos.

A Natura conta com centros de pesquisa em suas instalações em Cajamar (SP) e Benevides (SP), além de um hub de inovação em Nova York, que tem como objetivo captar tendências internacionais. A empresa investe cerca de 3% de sua receita líquida anual em inovação – em 2015 foram R$ 221 milhões.

A maior parte dos projetos da Natura são desenvolvidos no modelo de inovação aberta e colaborativa, em conjunto com empresas, universidades, instituições de pesquisa, laboratórios, entre outros. Desde 2006, a empresa tem o Programa Natura Campus, que envolve esses diversos atores do sistema de inovação. "Quanto mais ampla e mais colaborativa for a criação, mais poderosa será. Acreditamos na colaboração das redes de inovação como estratégia de viabilização de inovações disruptivas e geração de resultados para o negócio”, diz Gerson.

Entre as principais iniciativas da área de inovação da Natura este ano estão a criação do Centro de Pesquisa Aplicada em Bem-Estar e Comportamento Humano, em parceria com Fapesp, USP, Unifesp e Mackenzie; o lançamento do programa Natura Startups, para aproximar a empresa de empreendedores inovadores; e a realização do segundo hackathon promovido pelo Natura Campus.

Desde 2013, a Natura também mantém o programa Cocriando, de inovação junto ao consumidor. Por meio do programa, a empresa promove experiências de colaboração nos ambientes virtual e presencial, onde são construídos conceitos, ideias e respostas para desafios de inovação da Natura, com a colaboração de consumidores, consultores e colaboradores.

Redação Natura
19/07/2016