Edital Natura Musical 2018 recebe 2.617 inscrições de todo o Brasil

Projetos agora serão avaliados por uma rede de curadores; resultado sai até dezembro.
 

O edital 2018 do Programa Natura Musical foi encerrado com 2.617 incrições de todo o Brasil – cerca de 60% a mais que em 2017. Puderam participar artistas e bandas que estão em fase de desenvolvimento ou renovação de carreira. Neste ano, a novidade do programa foi abrir espaço também para os coletivos - blocos, casas de shoes de pequeno porte e centros culturais são exemplos. 

O programa oferecerá R$ 4,5 milhões em patrocínio, com a combinação de recursos próprios da Natura e recursos da lei Rouanet (nacional) e das leis estaduais (Bahia, Minas Gerais, Pará, São Paulo e Rio Grande do Sul). 

“Buscamos apoiar trabalhos em diversos formatos que, em comum, reverberem uma cultura de paz e celebrem a liberdade de pensamento e a diversidade”, ressalta Fernanda Paiva, gerente de Marketing Institucional da Natura. As propostas devem ter potencial criativo para inovar e conteúdo relevante para o cenário musical contemporâneo. “É importante que o projeto já tenha iniciado sua trajetória profissional de forma consistente”, completa.

Próximos passos

Cada um dos projetos será avaliado por uma rede de curadores formada por artistas, assessores de imprensa, jornalistas, produtores e empresários do mercado musical. Depois, as melhores propostas serão discutidas coletivamente. O grupo entrará em consenso sobre os projetos, considerando escopos e valores, e os recomendarão ao Natura Musical. 

Depois, a equipe de Natura Musical entrará em contato com os projetos recomendados. Serão solicitadas informações adiciionais como plano de trabalho e comunicação e planilha orçamentária. Os projetos selecionados deverão ter suas propostas aprovadas nas leis de incentrivo para então captarem o patrocínio de Natura Musical. O resultado final será divulgado até dezembro. 

Histórico 

Natura Musical já apoiou mais de 367 projetos de 18 Estados brasileiros. Anualmente, a marca lança, em média, 30 discos, com destaques em listas de melhores do ano e premiações nacionais e internacionais, além de patrocinar shows, livros, filmes e acervos digitais. Em 13 anos, já foram investidos cerca de R$ 132 milhões em recursos.

O programa vem participando ativamente da consolidação de alguns dos mais representativos compositores e intérpretes da nova geração, como Liniker e os Caramelows, Francisco, El Hombre, Luedji Luna, Xênia França, Larissa Luz, Johnny Hooker, Filipe Catto, Felipe Cordeiro e Aíla. Ao mesmo tempo, Natura Musical financia também projetos emblemáticos de ícones da música brasileira. Elza Soares com A Mulher do Fim do Mundo, o novo disco de Jards Macalé e a obra de Mateus Aleluia são outros exemplos.