Dia da Amazônia: 4 atitudes que você pode ter pela conservação da floresta

Saber a origem do que você consome é uma delas. Veja essa e outras maneiras de se envolver com a proteção da floresta

Publicado em 5 set 2018, 14:09

Maior floresta tropical do mundo, a Amazônia já diminuiu o equivalente a duas vezes o tamanho da Alemanha por causa de atividades predatórias, como extração de madeira, mineração e conversão da floresta em pastagens e áreas de agricultura. Se o desmatamento continuar nas taxas atuais, a estimativa é que 27% dela fique sem árvores até 2030, segundo dados do World Wide Fund for Nature (WWF), organização ambiental internacional.

Leia também:

Programa Amazônia: entenda como a Natura apoia a economia da floresta viva

Desmatamento: por que a Floresta Amazônica em pé vale mais

Com selo UEBT, Ekos torna visível seu respeito pela biodiversidade

Razões para cuidar da Floresta Amazônica não faltam, mesmo para quem a região é apenas um ponto remoto do mapa. A Amazônia abriga mais de 30 mil espécies de vegetais e 100 mil de animais. Além disso, tem o importante papel de ajudar a estabilizar o clima em níveis local e global.

Proteger a Amazônia tem de estar na pauta de assuntos importantes do governo, mas também de cada um de nós. Confira a seguir quatro atitudes cotidianas que você pode adotar já.

1. Torne-se um consumidor consciente

Questione como sua comida e outros itens que consome são produzidos. Por exemplo: seus móveis foram feitos a partir de árvores da Amazônia? Não? A empresa da qual você adquiriu tem como comprovar a origem, com um selo ou certificado?

2. Fale pela Amazônia

Converse sobre a importância da Amazônia com seus amigos e familiares e os estimule a fazer o mesmo.

3. Reduza o consumo de combustíveis fósseis

Quanto menos combustíveis fósseis forem usados, menos impacto as mudanças climáticas terão na Amazônia e em outras áreas naturais importantes. Um caminho para isso é usar mais transporte público, caronas ou bicicleta.

4. Dê voz a quem mora na Amazônia

Muitas pessoas que moram na região amazônica testemunham – e são afetadas – a destruição da floresta. Porém, muitas vezes, carecem de meios e apoio para se manifestarem. Compartilhe essas histórias nas suas redes sociais e no seu círculo de relações.

Programa Amazônia da Natura

Por acreditar que a floresta preservada é infinitamente mais valiosa do que se for derrubada, desde 2000, assumimos o compromisso de desenvolver alternativas econômicas sustentáveis e inclusivas para a Amazônia. Em 2011, todas as iniciativas para transformar desafios socioambientais em oportunidades de negócio foram reunidas no Programa Amazônia.

De lá para cá, nossos esforços resultaram na preservação de 257 mil hectares de floresta, o equivalente às cidades de São Paulo e Rio de Janeiro juntos, e beneficiaram cerca de 4.300 famílias, em um total de 17 mil pessoas (dados de 2017).