Encontre por

Instituto Natura acredita na transformação social por meio da educação

As iniciativas apoiam os professores, crianças na idade de alfabetização, jovens do ensino médio e as Consultoras de Beleza Natura

Publicado em 14 jun 2019, 13:06

Você sabia que nós temos um instituto que cuida de iniciativas na educação pública brasileira? É o Instituto Natura (iN), uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), que nasceu no ano de 2010 e conta com sede própria na zona oeste de São Paulo.

Leia também:

Natura dá curso on-line gratuito para professores. Entenda

Unir forças pela educação pública é objetivo de produtos Crer Pra Ver

Escola Digital: conheça o projeto que busca melhorar a educação pública

Mas olhamos para a causa da educação bem antes do surgimento do iN. Desde 1990, o tema é considerado por nós como o “único meio possível para a transformação da sociedade”.

Contribuir com a melhoria da educação pública no Brasil – e nos países da América Latina nos quais atuamos – é o foco do iN. Os projetos contemplam desde os alunos, comunidade escolar, professores, gestores públicos e suas secretarias de educação, até as Consultoras de Beleza Natura.

E de onde vem o investimento para os projetos educacionais apoiados pelo Instituto Natura?

A atuação do iN só é possível graças ao envolvimento de inúmeras Consultoras de Beleza Natura na venda de produtos da linha Crer Para Ver. É por meio daquela parte da revista Natura, com produtos não cosméticos, de bolsas, cadernos, lápis, copos e tigelas, que vidas são impactadas. Tanto as Consultoras quanto nós, da Natura, deixamos de receber a arrecadação para que ela seja totalmente investida nas iniciativas.

Criada em 1995, Crer Para Ver é a única linha não cosmética, tendo como intuito a geração de recursos para os investimentos nos projetos educacionais. Em 2018, sua arrecadação foi de R$ 29,1 milhões.

Todo o lucro da linha é investido nas iniciativas de educação do iN. Já a estrutura operacional do instituto, como escritório e colaboradores, é subsidiada por nós mesmos. Antes da criação do iN, os recursos das vendas de Crer Para Ver eram administrados pela diretoria de sustentabilidade dentro da empresa.

Ao lado das Consultoras de Beleza, construímos um “grande círculo virtuoso”, formado por uma rede de pessoas que colaboram com a educação pública, direta ou indiretamente. Em 2018, mais de 970 mil Consultoras de Beleza adquiriram um produto da linha.

O iN nas escolas públicas 

As ações, sempre gratuitas, são diversas – e algumas vezes desenvolvidas em parceria com outras fundações que também trabalham em prol da educação, como a Fundação Telefônica Vivo, Fundação Itaú Social, Instituto Unibanco, Fundação Lemann, Instituto Sonho Grande, Instituto Ayrton Senna, entre outros. Em 2018, mais de 1,1 milhão de alunos foram envolvidos pelas iniciativas do iN. Mais de 2015 municípios, 23 estados, 1.287 escolas e 33 mil professores foram impactados.

A seguir, você conhece algumas das iniciativas.

Projeto Trilhas

Lançado em 2009, atualmente, o Trilhas consiste em uma plataforma digital colaborativa de formação continuada alinhada à Base Nacional Comum Curricular (BNCC), com cursos a distância e espaços de compartilhamento de experiências para professores alfabetizadores, dando apoio aos educadores de Educação Infantil e dos anos iniciais do Ensino Fundamental I (1º e 2º anos), estudantes de pedagogia e gestores escolares. O curso a distância da iniciativa é gratuito, on-line e certificado por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Ele oferece formação continuada com base em vídeos, textos e imagens, além de estimular a troca entre os profissionais. Com 160 mil usuários cadastrados, o projeto impactou mais de 18 mil profissionais por meio da formação de ensino a distância, em 2018.

Escola de tempo integral

No ano de 2016, o MEC lançou a Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral (ETI). Em convergência com a política, atualmente, o Instituto Natura apoia a implementação desse modelo em 16 estados brasileiros. Essas escolas oferecem aos jovens um currículo diversificado – pautado no conceito da educação integral –, que o desenvolve em diferentes dimensões (intelectual, social, emocional e física), trabalha o projeto de vida dos estudantes e o protagonismo juvenil, além de proporcionar uma aproximação entre os estudantes, professores e direção da escola.

Em 2018, o iN deu suporte para a implementação de mais de 1.200 escolas em tempo integral no Brasil.

Programa de educação para as Consultoras de Beleza e suas famílias

O iN em parceria com a Natura disponibiliza para as Consultoras de Beleza e suas famílias uma série de benefícios gratuitos e descontos para que continuem ou retomem seus estudos. São ofertas que vão desde cursos de inglês (em parceria com English Live e Wizard), cursos preparatórios para o ENEM (Geekie Games)  até cursos superiores (parceria com a Universidade Estácio de Sá). Além disso, elas têm acesso a diversas formações gratuitas que vão desde cursos de matemática, Clube de Leitura, cidadania, cultura, projeto de vida, entre outros. Em 2018, mais de 85 mil Consultoras de Beleza participaram da iniciativa. 

Transformando a educação

Para Adriana César, professora da Escola Municipal Vicente Bernardinetti, em Indaiatuba, no interior de São Paulo, passar pela formação disponibilizada pelo Projeto Trilhas ajudou na prática pedagógica, pois o material oferece uma comunicação de fácil entendimento. “Para quem leciona há muito tempo – como eu, que estou em sala de aula há 24 anos – é bom rever práticas que precisamos ter no dia a dia e, com o passar dos anos, vão ficando de lado”, diz a professora.

Essa percepção é compartilhada por Ligia Cristina Pimenta, professora da escola municipal Felício Luiz Pereira, em Macedônia, também no estado de São Paulo. Segundo ela, a principal lição do Trilhas é revigorar o desejo de transformar a educação pela leitura. 

Não podemos nos acostumar com os mesmos modelos metodológicos. Precisamos criar e evoluir como profissionais da educação, sobretudo na forma como inserimos os livros em sala de aula. A leitura transforma e, como professora alfabetizadora, sou responsável por iniciar esse processo”, afirma Ligia.

Multiplicando conhecimento

Adriana também é responsável pelo núcleo de formação da escola onde leciona e, por isso, orienta os professores alfabetizadores semanalmente com o que aprendeu no Trilhas.

De acordo com a educadora, disseminar o conhecimento entre os colegas faz com que todos se tornem multiplicadores, porque passam a acessar o portal também. Atualmente há 160 mil usuários cadastrados na plataforma.

Realizar um curso para se atualizar é sempre bom, mas o Trilhas, especificamente, ajuda com propostas de atividades envolvendo as necessidades dos alunos. E isso se reflete no retorno positivo que temos deles e de seus familiares”, conta Adriana.

Já Ligia diz que o curso melhorou sua performance como leitora, principalmente no que diz respeito a entonação e expressões corporais e faciais possíveis diante de uma história. “Posso explorar tudo isso em uma roda de conversa para desenvolver ainda mais o gosto e o prazer dos alunos pela leitura”, diz Ligia.

O Trilhas também se tornou muito conhecido devido ao kit entregue após a finalização do curso a distância. Nele, há vários cadernos de estudo, jogos e planos de aula para serem usados em sala. De acordo com Ligia, por se tratar de um curso on-line, é importante ter esse suporte em mãos para colocar em prática o que se aprendeu. 

Fiquei super feliz ao receber aquela maleta recheada de ferramentas que podem ser utilizadas com os alunos. Além disso, o kit traz indicações de mediações que podemos fazer”, conta a professora.

O Trilhas está disponível gratuitamente de maneira on-line para todos. Entretanto, como é uma iniciativa focada na formação do professor alfabetizador, apenas esses profissionais recebem o kit ao terminarem o curso.