Natura e Bloom mostram a força das mulheres da Amazônia 

Publicação idealizada pela consultora de tendências Li Edelkoort conta histórias das coletoras de ucuuba e castanha

Publicado em 11 out 2018, 15:10

Em Iratapuru, Amapá,  a colheita da castanha – um dos ativos mais tradicionais da linha Ekos – é feita por mulheres que deixam suas casas e acampam na Floresta Amazônica por três ou quatro meses. Essa é uma das histórias da terceira edição brasileira do livro Bloom, batizada de A Terra Chama, que será lançado em 23 de outubro.

Leia também:

#OMundo+Bonito: pensadores contemporâneos falam sobre temas como amor e sustentabilidade

Com Bloom, Li quer expor como a natureza serve de inspiração em todas essas áreas e, consequentemente, no estilo de vida.

"Em cada produto, Natura Ekos traz a história de muitas comunidades e a relação delas com a floresta. Nesse projeto com a Bloom, convidamos essas pessoas a recontar suas próprias histórias de maneira artística", diz Ana Carolina Soutello, gerente global da Marca Natura.

Ilha das Cinzas

A edição A Terra Chama também destaca o trabalho de coleta de ucuuba – outra matéria-prima importante para nossos produtos – na Ilha das Cinzas, no Pará, feito por uma comunidade liderada por mulheres.

São lições de vida impressionantes. Contar essas histórias é necessário para que mais e mais pessoas sejam tocadas pela importância do trabalho feito, que envolve a conservação da Amazônia”, afirma Lili Tedde, editora-chefe da versão brasileira de Bloom. Lili passou dez dias em Iratapuru e na Ilha das Cinzas para acompanhar a realização de duas reportagens, uma sobre cada localidade.

Mulher com cesta de ucuuba

Em 32 páginas, Bloom – A Terra Chama mostra o dia a dia de 13 trabalhadores dessas comunidades em um ensaio de fotos, que contou com figurino especial produzido pelos próprios agricultores.

Bloom e Natura 

Segundo Lili Tedde, representante de Li no país, “caiu como uma luva ter a Natura como parceira nessa empreitada, por causa da forma como enobrece a natureza”.  

É algo impactante o que a floresta nos oferta em saúde e beleza em troca do cuidado com ela, que é nosso ‘pulmão’. Estar com essas comunidades e observar como trabalham foi algo indescritível”, explica ela, fascinada pela experiência. 

No Brasil, o projeto idealizado por Li já falou das maravilhas naturais do país com Bloom Saboroso, em 2014, e discorreu sobre crenças, em 2016, com a edição Bloom Fé. As obras de Li são referência para as indústrias da beleza, da moda, da propaganda e do design em todo o mundo, e publicadas no Brasil a cada dois anos.

Bloom – A Terra Chama está disponível para compra na Livraria da Vila do Shopping JK, em São Paulo, e no site de Lili Tedde, por R$ 160.